Larry Porter e a lanterna dos afogados

Larry chegou ao suntuoso escritório da gerência, mas antes que pudesse sequer temer pelo pior, um alçapão se abriu debaixo de seus pés e ele caiu feito um saco de batatas. A queda foi tão longa, mas tão longa que, enquanto deslizava por entre os tubos, Larry teve tempo de se perguntar como é que haviam construído aquela tubulação toda em um prédio. Logo ele se estatelou em cima de um monte de lixo.

Estava escuro e Larry, pela primeira vez desde que esta história começou, arrumou uma utilidade para sua varinha. Usou-a como lanterna. Naquele momento lembrou-se do Gnomo Travesso das Respostas Safadas e ficou com raiva. Mas tinha coisas mais graves com que se preocupar naquele momento. Começou a escutar gemidos e constatou que não estava sozinho.

No canto escuro e úmido, uma pequena porção de indivíduos maltrapilhos se incomodava com a luz que há tempos não viam.

– Apaga essa merda! – gritou um deles.

– Quem são vocês? – perguntou Larry Porter.

– Somos vítimas do Lorde Waldemar, assim como você. Estamos presos aqui há anos, aguardando uma oportunidade de trabalho.

Larry então concluiu que o traiçoeiro Dráuzio Malloy estava mancomunado com o perigoso Lorde Waldemar, o temido demônio das estatísticas do desemprego. E que, se ele estava ali, é porque tinha sido demitido. Devia ter seguido o conselho de Hermijone e simplesmente calado a boca. Neste momento, um dos maltrapilhos fedidos avançou em direção a ele, empolgado:

– O presidente prometeu 10 milhões de empregos! Em breve sairemos todos daqui!

Naquele momento, Larry Porter finalmente identificou com quem estava falando.

– Ah, então vocês são trouxas.

– Trouxas? Você cai aqui com essa roupa ridícula e nós é que somos trouxas? E quem é você, afinal?

– Meu nome é Larry Porter, sou um bruxo profissional formado em Bogwarts.

– Muito prazer, Larry Porter. Nós somos participantes eliminados do programa Aprendiz.

– Oi gente. – Larry deu um aceno geral pra galera.

– Sente-se e espere conosco. A profecia vai se concretizar em breve e todos nós sairemos daqui com empregos excelentes com carteira assinada, décimo terceiro e FGTS. Aleluia, FGTS.

E todos repetiram:

– Aleluia, FGTS, ele estará no meio de nós.

E Larry disse:

– Meu, vocês são MUITO trouxas.

larrylogo

< Capítulo anterior

Próximo capítulo >

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s