A corrente do bem

Quanto mais eu navego pelos sites, digo, pelas redes sociais por aí, mais eu gosto do meu querido last.fm. Entre outros bons motivos, ele não exige que você crie uma descrição para você. Até tem o “about me” ali do lado, mas qualquer usuário do site sabe que quem define sua personalidade mesmo é o seu ranking de bandas e músicas.

Eu ando cansado de ter que me descrever em todo site mequetrefe onde me cadastro. Todos querem saber quais os meus livros e filmes preferidos, como se alguém se importasse. Ora, quer saber, então descubra! O last.fm nunca me perguntou de que bandas eu gosto, ele simplesmente ficou sabendo. Por que alguém preencheria todos os campos do perfil do Blogger a sério, afinal de contas? E os idiomas do Orkut? Alguém se importa se você fala gaélico? Ora, uma foto sem camisa vale muito mais do que isso.

Dentro deste espírito, tive uma idéia besta, mas que pode vir a ser interessante. Gravei um CD com as músicas mais ouvidas do meu last.fm. Desnecessário dizer que é o melhor CD-R já gravado pelo homem. Uma coletânea clássica, visceral, seminal, revigorante, revolucionária, pós-moderna e urgente. A NASA devia enviar uma cópia dele em missões espaciais. Fiz até capinha usando meu avatar, veja só:

/rthibes
31.08.05 a 29.01.09
18 músicas, duração 77 minutos

Tracklist:
01. You’ve lost that loving feelin’, The Righteous Brothers
02. Thunder road, Bruce Springsteen
03. Whole lot of leavin’, Bon Jovi
04. One, U2
05. The Wanderer, U2 com vocal de Johnny Cash
06. Read my mind, The Killers
07. Like a rolling stone, Bob Dylan
08. In dreams, Roy Orbison
09. For reasons unknown, The Killers
10. (You want to) Make a memory, Bon Jovi
11. Stay (faraway, so close!), U2
12. You’ve lost that loving feelin’, Elvis Presley
13. Original of the species, U2
14. Just older, Bon Jovi
15. Any other day, Bon Jovi
16. I shall be released, Bob Dylan
17. Window in the skies, U2
18. Waitin’ on a sunny day, Bruce Springsteen

Até aí, nada demais, é só motivo para vocês pagarem pau pro meu gosto musical refinado.

Agora é que começa a brincadeira: desafio meus queridos amigos usuários do last.fm a fazer o mesmo com suas próprias listas, gravar o CD-R e trocar comigo. Basta acionar o meu e-mail (rthibes@gmail.com) para troca de endereços e negociar o escambo.

As regras são claras:

1. Respeite o limite de um CD-R simples, ou seja, 80 minutos.

2. Inclua quantas músicas couberem no CD de áudio, na ordem que elas aparecerem na sua página do last.fm naquele momento.

3. No caso de músicas empatadas com o mesmo número de plays, respeite a ordem determinada pelo last.fm.

4. Não dê uma de engraçadinho gravando um milhão de músicas em mp3 de 128 kbps.

5. Se tiver as manhas, faça uma capinha usando a foto do seu avatar. O logo do last.fm em curvas você encontra aqui.

6. Anote no CD as informações básicas: seu login, o período, a quantidade de faixas e a duração (siga meu exemplo acima).

7. Troque com os seus amigos que quiserem fazer a troca, mesmo que eles tenham gosto musical ruim, e monte uma pequena coleção com o perfil musical de seu círculo de amizades.

8. Publique sua lista e este regulamento no seu blog para dar sequência à corrente. Se não passar a idéia adiante, você vai acordar numa banheira cheia de gelo e sem um rim. E o pior: seu top artista vai virar o NX Zero e você não vai conseguir deletar.

Aguardo o sucesso retumbante desta ação. Se eu receber uns 2 disquinhos, já tá valendo.

Um comentário em “A corrente do bem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s