Capítulo 5 – A Síndrome de Kriptonita

O contrário do Elevation é a Kriptonita (apelidada por aqui como Creeptonita). Todo mundo sabe que a Kriptonita é o ponto fraco do Super-Homem. Pois bem: o ponto fraco do creep é a pessoa idolatrada. Basta pensar nela e sua força acaba, seu mundo desaba, seu coração dispara. Veja na música do Ludov, escrita por Mauro Motoki:

“Eu tenho um mundo inteiro pra salvar, mas pensar em você é kriptonita. Você é tão bonita de se admirar. Tão bonita… “

“Kriptonita” (Ludov) – do álbum “O Exerício das Pequenas Coisas”

A Kriptonita, assim como o Elevation, pode ter origem de formas muito simples: um perfume, uma expressão, uma música, um gesto, um lugar, qualquer coisa que faça o creep se lembrar da pessoa. Junto da lembrança vem a constatação de que a pessoa não está ali. Está em outro lugar, com outras pessoas, e não ao seu lado.

< Capítulo anterior

Próximo capítulo >

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s